MÃE DA VERDADE


  
MÃE DA VERDADE!
ZzCouto®

Quem sabe aquela mãe
uma fada esconjurada condenada
ao mistério das ruas,
aos escapamentos abertos,
as buzinas, a correria e sujeira
das calçadas, aos delírios
decompostos nas marquises?

Pode ser uma bruxa num
 instante de alegria e bondade;
pode ser uma filha perdida
à procura da mãe Pátria,
ou será guerrilheira driblando
os poderosos tentáculos
da infeliz morte?

Pode ser a mãe de todos nós
à procura de uma visão
que nos devolva aos seus braços,
Paz e tranquilidade.
Também pode ser bailarina
dançando as glórias do passado
num "pas des deus" imaginário
com Nijinsky?

Talvez seja santa numa visita
anônima à Terra e que talvez esconda
cristais na garganta e só cante aos
amigos da sarjeta.
Lá está ela... mas quem será?
Será linda, será louca?
Ou será a consciência do País
chamando o impossível táxi
corrupto da verdade?


RJ - Maio/18


Formatação e Arte: Jô Abreu
Música:  Canto Gregoriano - Bridge Over


 
  


 

Comentários

Postagens mais visitadas